Una: Renato Fernandes investiga homicídios e divulga identidade de um dos supostos autores - Cannes News

AUDIO

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Una: Renato Fernandes investiga homicídios e divulga identidade de um dos supostos autores


Na manhã desta quinta-feira (04.abril) a Delegacia Territorial de Una/Bahia – enviou release a redação do Cannes News dos últimos acontecimentos.
Após noite de intenso tiroteio naquela localidade e com a prisão de um dos envolvidos de nome Dionata Santana Carvalho de 23 anos, a polícia civil de Una que agora tem o comando do delegado Renato Fernandes, faz investigação na busca de prender autores de crimes cometidos na cidade.

Segundo relatório, o condutor da viatura da PM - junto com a polícia civil foram chamados pelo Centro Integrado de Comunicação (CICON) – que segundo informaram dois indivíduos ambos conhecidos por Danilo e Negão, - suspeitos de terem cometido um homicídio logo mais cedo, estariam  no assentamento sem terra. De posse das devidas informações ao chegar ao local, encontraram dois homens em uma motocicleta em atitudes suspeitas. Ao pedir para que os mesmos pudessem parar até que fosse feita  a abordagem, um dos policias reconheceu o agora fugitivo Danilo que desferiu contra o policial SD - Venier quase o atingindo. Buscando se defender da injusta agressão foi obrigado a revidar. Os acusados adentraram em uma mata abandonando um capacete na pista.

Reforços foram solicitados ao 3º pelotão da militar, ao receber companhia de mais policiais notaram que a motocicleta havia desaparecido. Ao observarem, viram uma casa e lá um dos indivíduos colocou a cabeça para fora, sendo flagrado pelos homens da polícia, tentando fugir em seguida.  

Ainda segundo informações após fazerem cerco na residência, abordaram Dionatas Santana, e com o mesmo estava o capacete deixado no local horas antes, 12 invólucros plásticos conhecido como“Dolinha” contendo uma espécie de droga “maconha”, 13 invólucros plásticos feito com canudos, provavelmente “cocaina”, 26 pedras de cristal branco provavelmente “crack”, uma munição calibre .380 intacta, duas cartelas e um celular Samsung.

Consta nos altos policiais, que enquanto faziam à prisão de Dionatas, o mesmo recebeu uma ligação de um indivíduo que se identificou como “Corôa”, que lhe informou sobre o tiroteio e ordenou ele fosse encontra-lo nas proximidades. Providências foram formalizadas aonde o envolvido no crime foi conduzido e o expediente encaminhado para Una.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.