Canavieiras: Chefe de facção com mandado de prisão em aberto é preso pela polícia no circuito do carnaval - Cannes News

AUDIO

segunda-feira, 4 de março de 2019

Canavieiras: Chefe de facção com mandado de prisão em aberto é preso pela polícia no circuito do carnaval


Na noite deste último domingo (03 de março) um soldado do crime foi detido pela polícia após gritos de socorros. Eram aproximadamente 19 horas quando no circuito do carnaval ouviu-se pedido de socorro anunciado pelo trio elétrico. Segundo informações o que costa no boletim da polícia existe a informação de que ouve alguns disparos de arma de fogo, logo de imediato a guarnição do Pelotão Especializado Tático Ostensivo (PETO) fazendo valer a autoridade policial que se encontravam no local agiram.

Com a ajuda de foliões que disseram que o acusado teria entregue a arma a uma pessoa não informada que teria se evadido do local. A policia militar conteve o homem que se identificou  como sendo Henrique de Souza Rios, apresentando uma RG com esse nome após ter resistido a prisão. A polícia precisou usar a força necessária progressiva e moderada na busca de conter o detento.

Os Policiais Militares que estavam atuando na ação o reconheceram como um dos chefes da facção criminosa RAIO A - consta contra ele, diversas condenações por roubos e homicídios na cidade de Itabuna sul do estado da Bahia. Interrogado no local pela autoridade policial o bandido confirmou que seu nome verdadeiro era Erick Rocha de Almeida, e que ele era evasor do Conjunto Penal. Não houve vítimas efetiva e nem comprovação do crime de disparo de arma de fogo, sendo Erick, autuado pelos crimes acima descritos. Em interrogatório, assistido por advogado o mesmo se reservou o direito de permanecer em silêncio.

PROVIDÊNCIAS:
Confeccionado BO 085/2019, lavrado APF,  IP 042/2019 expedida guias de lesões e identificação criminal, com apoio do Coordenador Regional e PM/PETO/ CIPE CACAUEIRA o mesmo foi recambiado imediatamente para sede da Coorpin/ na cidade de Ilhéus.


Informações da DT

Delegado Dr. Renato Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.