Suspeito de matar funcionários da Cemar cometeu dois homicídios na adolescência - Cannes News

AUDIO

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Suspeito de matar funcionários da Cemar cometeu dois homicídios na adolescência

Dois dos possíveis participantes na morte dos dois funcionários terceirizados da Companhia de Eletricidade do Maranhão (CEMAR), estão presos na SHPP, mas segundo as informações o principal deles continua foragido. O principal acusado, ainda na adolescência, cometeu dois homicídios e vários outros crimes.

Pablo Martins Silva, 18 anos, conhecido no mundo do crime por "De Menor", ele é apontado como a pessoa que matou os dois trabalhadores na manhã desta terça-feira (14) no Bairro Sítio Natureza, na cidade de Paço do Lumiar, sendo  as vítimas - João Victor Melo e Francisco Carvalho da Silva. Fontes da polícia haviam informado que ele havia sido preso, mas depois voltaram atrás, pois o elemento detido nada tinha haver com o principal suspeito.

Segundo o comandante  do CPAM II, Coronel Aritanã, Pablo é bastante conhecido da polícia, já tendo cometido dois homicídios no ano de 2015 e outros crimes como assaltos, posse ilegal de armas e associação criminosa.

Até agora, a polícia só possui a informação de que um carro da Cemar fez na última segunda (14), cortes em algumas casas do Sítio Natureza e que na última terça-feira (15) era uma nova equipe, justamente aonde estavam o dois rapazes. Dois bandidos teria seguidos de moto o Fiat onde estavam os trabalhadores e os executaram com tiros na cabeça.
Logo após o homicídio a empresa emitiu uma nota:

Nota de Esclarecimento
A Cemar e o Consórcio Norte, empresa prestadora de serviços, informam que irão acompanhar os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais do homicídio ocorrido na manhã desta terça-feira (15), no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar, vitimando os colaboradores João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva.
Cabe esclarecer que a Companhia e o Consórcio Norte irão acompanhar e colaborar com o trabalho de investigação da polícia, que deveFrá identificar as causas que levaram ao homicídio.
Neste momento as empresas lamentam e se solidarizam com os familiares e estão empenhadas em prestar toda assistência necessária.
Assessoria de Imprensa da Cemar


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.