Bahia: Ponte do rio Jequitinhonha no sul da Bahia corre serio risco de desabar - Cannes News

AUDIO

sábado, 1 de dezembro de 2018

Bahia: Ponte do rio Jequitinhonha no sul da Bahia corre serio risco de desabar

        "Estrutura de sustentação da ponte do Rio Jequitinhonha encontra-se em estado precário"
A ponte que faz ligação sul extremo sul do estado pela BR 101-, sob o Rio Jequitinhonha em Itapebi apresentou sinais de corrosão em todas as sua estrutura de sustentação, sendo assim motivo de preocupação para todos. Sinais de erosão são percebidos na base e nos pilares da ponte que tem mais de 500 metros de extensão. Para que não haja um trágico acidente ou coisa pior, poderá haver uma catástrofe sem precedente, levando risco de morte aos milhares de usuários.

Apesar de várias matérias, notícias veiculada em site, jornais, rádios, tvs demonstrando toda a fragilidade dos pilares e blocos de sustentação, nenhuma providência ainda foi tomada, e sequer consta qualquer alerta no site do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), do Governo Federal. Aproximadamente mais de 5 mil veículos passam por cima daquela ponte diariamente. Diante da situação, o Dnit [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes] foi acionado de ofícios. O texto que pede intervenção do órgão foi enviado pela subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Eunápolis e pelo deputado federal Aleluia.

Em nota, a Comissão de Meio Ambiente da OAB-BA pediu que o Dnit faça uma avaliação imediata, com emissão de laudo técnico, para saber se há risco de desabamento da ponte. Thiago Suaid, presidente da Comissão de Meio Ambiente da OAB, relatou que são necessárias medidas de reparo e mitigação, para que não haja maior exposição dos usuários a riscos.
Segundo consta em registros, a ponte sobre o Rio Jequitinhonha que possui aproximadamente 511 metros de cumprimento, foi Inaugurada no ano de 1962. Principal acesso sul extremo sul suporta cerca de 45 toneladas, mas que segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), várias vezes tem cargas que atinge cerca de 90 toneladas devido a falta de controle de peso das cargas de carretas.
Em entrevista no último dia (24/11), respondendo a uma consulta feita pela Associação dos Engenheiros e Técnicos da Costa do Descobrimento (Associenge), o superintendente do Dnit da Bahia, Amaury Lima, afirmou que já existe um projeto de recuperação da ponte.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.