Procurador do município emite nota em sua defesa e diz ser vítima - Cannes News

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Procurador do município emite nota em sua defesa e diz ser vítima


O advogado Dr. Franco Sertório 38 anos, Procurador de Justiça do Município enviou para o portal de notícias CANNES NEWS, a sua defesa em relação às acusações feitas a ele após um desentendimento ocorrido na última terça-feira dia (23/10),  em um estabelecimento comercial no sítio histórico entre ele e suporta vítima Valmir Rosa dos Santos. Clique aqui, ENTENDA O CASO
Na manhã desta quinta-feira (25/10)  Franco Sertório acusado de ser o agressor após ter feito um B.O, vem a público contar a sua versão dos fatos. Ele acusa a vítima de agressão Valmir Rosa, de ter feito pressão psicológica e moral contra a sua atual namorada com quem Valmir teve um relacionamento virtual. Porém, segundo as informações contidas na nota, a mulher vinha sofrendo ameaças através de mensagem do whatsaap, telefone e até mesmo facebook onde o acusado afirmava que “ ela seria dele a qualquer custo, que se não fosse dele não seria de ninguém, que iria mostrar para todos na cidade quem ela era ...” . Franco conta em sua nota, que por diversas vezes Valmir tentou intimida-lo. Em suas palavras o suposto agressor Franco Sertório, conta ainda que a sua atual namorada teve fotos intimas distribuídas em grupos de whatsaap, onde segundo ele Valmir é o autor dos disparos de fotos da também vítima.

Pesa contra Valmir um Boletim de Ocorrência (B.O) aberto na data do último dia (09) de setembro, em que a senhora suposta vítima de difamação, afirma que vem sendo constrangida constantemente, onde a mesma teve algumas fotos intimas suas divulgas no whatsaap, e que a mesma vem sendo difamada por parte do acusado.

Observação: A pena por difamação está previsto no Art. 139 do Código Penal. Para essa infração a pena é detenção de seis meses a dois anos com multa.

                          >>>>>>>>>TRECHOS DANOTA DE ESCLARECIMENTO

Sou Franco Sertório e venho ao “cannes news” para apresentar a minha versão dos fatos.

Em Julho deste ano de 2018 conheci uma mulher muito bem quista por todos nesta cidade de Canavieiras e iniciamos um relacionamento amoroso. Após um casamento de 13 anos, ela me admitiu que havia se separado em Janeiro deste ano e meses depois teria se envolvido inicialmente virtualmente com o Valmir Rosa e que em junho chegaram a se encontrar, quando ele retornou para a cidade de Canavieiras, mas que logo após os primeiros encontros resolveu não levar adiante o relacionamento.

Entretanto, desde o meu primeiro contato com ela, percebi uma incrível preocupação e um verdadeiro pânico em relação ao tal Valmir, por não querer mais o relacionamento e o mesmo insistir. Temia até pela própria segurança e vida. Sofria todo tipo de constrangimento moral e psicológico. Ele a ameaçava via WhatsApp, e a constrangeu diversas e seguidas vezes com relação a familiares, amigos, ao ex marido, à família deste, etc. O Valmir perseguia a pessoa por quem antes jurava amor de todo o coração. Passava na porta da casa dela por diversas vezes por dia, esperava-a na porta do trabalho, ameaçava a mesma por telefone, WhatsApp, face book, “afirmava que ela seria dele a qualquer custo, que se não fosse dele não seria de ninguém, que iria mostrar para todos na cidade quem ela era” ... enfim, um verdadeiro terrorismo por agressão psicológica e moral e um assédio social em todos os meios em que ela se relacionava como trabalho, amigos e familiares. De tudo ela fez para que ele parasse, inclusive contato com seus familiares para que intercedessem, mas de nada adiantou. 


Porém, um golpe mais duro e certeiro estava o Valmir preparando... Na festa do caranguejo o meu relacionamento se oficiou e ela postou uma foto nossa no facebook. O Valmir, como havia prometido fez de tudo para desmoralizar a imagem, moral, honra, auto estima da mulher. Publicou diversas fotos íntimas que havia feito através de “print” em diversos grupos na cidade e ainda montou uma foto minha ao lado de uma íntima dela. Ela ficou em prantos, estarrecida e foi quando resolveu por recomendação minha, pois sou advogado, seguir as vias judicias, prestando uma queixa crime na delegacia local, documento na íntegra em anexo. 
VEJA A NOTE NA INTEGRA
   SEGUE FOTO DO CERTIDÃO PEDIDO PELA SUPOSTA VÍTIMA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.